Avançar para o conteúdo principal

Baby na rua!

Parece uma realidade distante, e é, eu ainda sou do tempo de brincar na rua, jogar ao elástico, à macaca, andar de bicicleta, de patins, ter uma leve liberdade. Ainda que muito perto do olhar da minha mãe!
O bebé V não terá certamente essa leve liberdade, as ruas por mais próximas que sejam, no dobrar da esquina são o perigo. O mundo mudou. Mudou de forma bruta. De maldade. Sem cor. Sem alma. Sem humanidade. Nestes inúmeros "sem" , nem tudo é negativo, também existe a bondade, a cor, a humanidade. Fazemos parte dessa existência. Desse lado bom da vida!

Bebé V ,
- Talvez não brinques sozinho na rua enquanto eu fui até ali,
- Talvez não andes por aí com os teus amigos a tocar ás campainhas,
- Talvez não vás á praia sozinho antes dos 18,
- Talvez não fiques na rua até tarde,
- Talvez não vás jogar á bola sozinho,
- Talvez sair á noite seja só depois dos 30,
- Talvez a viagem de finalistas seja com um grupo de amigos aqui ao lado acampado no jardim,
- ...


... Ora talvez me aches supeeeeeeeeeer exagerada. E talvez até estejas certo.
Quero que sejas verdadeiro em ti,
Quero que sejas livre, nas tuas escolhas.
Quero que dês gargalhas bem altas.
Que uses a roupa que bem te apetece.
Que brinques com a tua melhor amiga com bonecas (as miúdas também brincam com carros),
Que uses cor-de-rosa (as miúdas usam azul)
Que sejas FELIZ livre da sociedade que impõe uma vida cheia de rodeios,

... no dobrar da esquina, estarei lá, a proteger-te, a cuidar-te, a amar-te.


Os teus olhos fixaram-se nas cores, nas bolas, no brinquedo novo, de madeira (Imaginarium)
A mamã fingiu que não era assim tão giro!
... miminho da avó!



p.s. Estás na rua e a mamã atrás de ti :)))




DB






 






Comentários

Mensagens populares deste blogue

Registos!

Fotografar-te é dos maiores prazeres que tenho.
Um vicio. 
Segurar-te em imagem para sempre.
Em qualquer momento.
E em qualquer momento regressarmos no tempo. 
Ter a recordação.
... ter a memória, ter o que o coração guarda.
Mas prezo tanto dar-te em fotografia recordações de ti.
Seguir uma linha desde o primeiro tempo numa continuidade sem fim.
São registos da tua história.
De ti!
De nós!


Aqui estamos nós, a registar os teus dois anos!
A registar o que na vida prevalece, o amor.
Numa sessão fotográfica tão nossa.
Com  a nossa querida Alexandra.


DB 









Making of - Sessão de natal dos Quatro

Adoro esta altura do ano.
O natal!
Como é tradição cá por casa, fizemos uma sessão de natal com os quatro!
A Alexandra, fotografa o Vicente, desde os primeiros dias de vida. Aliás, todos!
Ora primos em escadinha Diego e Simão com 3, Vicente com 2, Francisco com 1...
Wow!!!
Sessão no exterior, bem mais fácil de os alinhar (ou não!)
É daqueles momentos que um exército não chega.
Que nos desdobramos em pulinhos, em músicas, e em tudo o que os faça olhar para a objetiva!
Valeu-nos a neve! As sestas bem dormidas! E estarmos na rua!
Correu bemmmmmmmmm dentro daquilo que se espera dos quatro mosqueteiros.
Creio que nos vão contratar para futuras sessões fotográficas! Eheheh

DB

















Portugal dos pequeninos e afins!

Como é giro e interessante levar-te onde também eu já fui, brincar e visitar.
O nosso PORTUGAL DOS PEQUENINOS!
Fui  em miúda umas quantas vezes.
E tu, foste no fim-de-semana a seguir aos teus dois! Altura ideal (Prometo que voltaremos lá)!
Havia de haver um portugal dos pequeninos para gente crescida.
Entrar ali, somente para brincar.
Para rir.
Para sonhar!
Para estar em bem!
Entre o Bussaco e as grutas de mira de aire, beber água do luso diretamente da nascente.
O grupinho gosta disto.
De passear.
De estar.
De voltar a lugares onde já estivemos.
Family trip, nós, num roteiro de fim-de-semana, nesta que é a nossa "casa".
Portugal é, m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o !

Que te orgulhes sempre das tuas raízes, bebé V!

DB